O Melhor fórum de entretenimento da Internet


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Viciados em Cinema » Vídeo-Games » Playstation 3 » Grand Theft Auto 5

Grand Theft Auto 5

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Grand Theft Auto 5 em Ter Abr 23 2013, 20:25



Todo mundo já jogou ou já ouviu falar da série de jogos do Grand Theft Auto. Os jogos começaram na época do Playstation. É um jogo de mundo aberto aonde o personagem segue uma história em terceira pessoa.
Um dos filhos mais conhecidos e queridos da Rock Star Games em setembro de 2013 terá seu lançamento oficial [caso não ocorra mais nenhum atraso]
Neste jogo a história principal o jogador controla três personagens que têm as histórias interligadas. Michael é um ex-assaltante de bancos na casa dos quarenta anos que vive com uma família disfuncional, consequência da sua vida passada. Michael vive nos subúrbios de classe alta de Rockford Hills, baseado em Beverly Hills. Trevor vive sozinho num atrelado no deserto de Blaine County, à qual os seus comportamentos psicopáticos são alimentados pelas suas dependências às drogas. Trevor é ex-militar e um antigo companheiro de Michael. Franklin vive em Vespucci Beach (baseada em Venice Beach), como ladrão de carros para um arménio sem escrúpulos, dono de uma concessionária automóvel. Os três são atraídos para o submundo criminoso de Los Santos "na busca do todo-poderoso dólar".

De acordo com Dan Houser, cada um dos protagonistas é muito diferente de qualquer outro que apareceu na série Grand Theft Auto: Michael representa alguém que "venceu" na vida e agora tenta ajustar a sua vida depois da sua história ter chegado a um fim; Trevor teria sido um personagem coadjuvante, mas foi redesenhado para o papel de protagonista; Franklin é alguém que nunca foi exposto à vida do crime até que aos eventos do jogo o levam a isso.
Apenas lembrando que GTA 4 também possuiu três protagonistas, porém cada um separado por um jogo[ GTA IV; GTA IV The Lost and Dammed e GTA IV Ballad of Gay Tony]



Em Grand Theft Auto V existem "quase todas as mecânicas” encontradas em jogos anteriores da série. O mundo GTA V é maior do que os mundos de Red Dead Redemption, Grand Theft Auto: San Andreas e Grand Theft Auto IV juntos. Áreas no mundo do jogo incluem frentes de praia, montanhas, deserto, uma região "Salton Sea", uma base militar e subúrbios. O fundo do oceano é totalmente detalhado e pode ser explorado. Diferente de GTA San Andreas que possuía três grandes cidades Los Santos, San Fierro e Las Venturas. GTA 5 será somente em Los Santos, porém com grandes áreas rurais e outras cidades. O jogo está sendo feito do zero, ou seja, uma jogabilidade nova. Também a condição climática foi melhorada, agora teremos trovões variados, raios que cairão em vários lugares e existem rumores que uma das cidades mais distantes próximas a cadeia de montanhas terá neve. Também foi incluído vários animais nas ruas e nas zonas rurais, teremos cachorros, animais de médio porte e até no mar contará com tubarões e peixes das mais variadas espécies.

A história de GTA V é contada através de três protagonistas controlados pelo jogador: Michael, Trevor e Franklin, cujas histórias se interligam ao completarem missões juntos. Durante as missões da história, o jogador pode alternar entre os protagonistas à medida que eles trabalham juntos para atingir um objetivo; numa das missões, Michael faz rapel pela lateral de um edifício, Franklin dá cobertura atirando com um fuzil de precisão e Trevor conduz o helicóptero de fuga. Assaltos e roubos de bancos são um dos grandes temas do jogo.

Ver perfil do usuário

2 Re: Grand Theft Auto 5 em Ter Abr 23 2013, 20:32

Fora das missões, o jogador é livre de trocar entre os protagonistas e explorar o mundo aberto do jogo, que inclui um ecossistema, de pleno direito. O zoom da câmara fica numa perspectiva "estilo-Google Earth" ao mudar de personagens e depois cai naquele que é escolhido. Mesmo quando o jogador não está a controlá-los, cada personagem continua a sua própria vida em Los Santos. Como qualquer um dos protagonistas, o jogador pode participar em atividades como ioga, triatlo, Jet Ski, BASE jumping, ténis, golfe, mergulho ou ir ao ginásio. Cada personagem terá passatempos exclusivos, que podem ser preenchidos com os amigos dos protagonistas. O sistema de namoros de GTA IV não regressa bem como a personalização tipo RPG de San Andreas que também estará ausente, no entanto o jogador pode mudar a roupa de cada personagem, existem rumores que cada personagem terá um estilo de roupas diferente na qual cada terá uma cadeia de lojas para visitar. Os personagens podem "espetar o dedo", algo "que a Rockstar recomenda fazer em várias circunstâncias para ver as diferentes reações das pessoas". Dependendo da zona, as pessoas reagem de forma diferente. Existem rumores que poderemos nos proteger através das pessoas, fazer barricadas com moveis de um apartamento, na qual diferente de GTA San Andreas que tínhamos missões de arrombamento e entravamos em vários prédios, em GTA 5 poderemos entrar em boa parte dos prédios e apartamentos de Los Santos.

O telefone celular introduzido em GTA IV regressa, mas muitas de suas características foram alteradas. O telefone móvel é usado principalmente para atividades e também pode ser usado para aceder à internet no jogo. Haverá um sistema económico "vibrante e divertido", mas o jogador não será capaz de comprar propriedades como em Vice City e Vice City Stories. Disparar evoluiu "num longo caminho" em termos de sensação e mecânica e o combate corpo a corpo foi melhorado em relação aos títulos anteriores da série.

GTA V terá mais veículos do que em qualquer outro GTA até à data, incluindo uma variedade enorme de carros, caminhões, motos, helicópteros, aviões, quadrículos e jet ski's. Os carros irão segurar melhor o chão e que a mecânica de condução vai-se sentir "mais como um jogo de corrida".

Haverá "missões dinâmicas" - missões escondidas pelo mundo. "Indo pelo deserto, pode-se deparar com dois carros estacionados e uma série de corpos em volta ... investigue se quiser."
Também se espera que o modo história do jogo seja tão longo quando San Andreas e qualquer outro jogo já feito pela Rock Star.


A mecânica das armas foi melhorada, junto com a mira. Existirá um arsenal gigantesco de armas na qual poderão até ser personalizadas como silenciador e mira laser.

Outras novidades
O jogo contará com Submarinos para explorar melhor o mundo aquático criado. Existe até possibilidade de bases no fundo do mar.
Os aviões voltaram e além deles teremos caças militares e helicópteros dos mais diferentes estilos, porém ainda não foi confirmado se teremos aviões de grande porte pilotáveis como San Andreas.

Ver perfil do usuário

3 Re: Grand Theft Auto 5 em Ter Abr 23 2013, 20:38


A Música de GTA
Neste jogos teremos a inclusão de músicas próprias para as missões do jogo, além das faixas que tocam nas rádios.
"Achamos que nós poderíamos fazer algo interessante se gravássemos [músicas para as] missões em 'Grand Theft Auto'. Evidentemente não queremos perder as estações de rádio, então pensamos que poderíamos incluir ambas", disse Dan Houser, cofundador da Rockstar, ao The Guardian.
"Como nós vamos balancear as duas ainda não está exatamente certo - ainda estamos tentando encontrar um caminho. Mas temos pessoas legais fazendo as músicas, pessoas diferentes, que vão trabalhar num sistema idêntico ao que usamos em outros jogos", concluiu Houser.
Segundo Houser, a decisão de introduzir músicas nas missões de "GTA V" veio da experiência positiva que a produtora teve com as trilhas de "Red Dead Redemption" e "Max Paye 3".

Explorar Los Santos em "GTA V" será como tirar férias digitais
Um passeio sem compromissos pela cidade de Los Santos em "Grand Theft Auto V" será como tirar férias digitais. Isso é o que acredita o co-fundador da Rockstar, Dan Houser.
Ao The Guardian, Houser disse que a ambientação é importante: "Jogos são muito geográficos - eles representam um espaço geralmente melhor do que o tempo presente e nós temos que tentar usar isso para mostrar variedade entre as diferentes paisagens", explicou.
"Essa é a ideia de férias digitais: poder explorar lugares que não existem realmente é uma das coisas que são fascinantes sobre os jogos de mundo aberto. Não se trata apenas de fazer as missões que estabelecemos, mas da sensação de realmente estar lá", disse.
"Nós estamos usando os ambientes para oferecer brinquedos que não possuímos de outras maneiras. E, ao mesmo tempo, nós estamos usando a história e os cenários para introduzir missões que podem ser muito extremas. Em alguns casos, nós esperamos que o jogo tenha um sentimento ainda mais intenso do que de Hollywood; as histórias que nós ouvimos em LA, nós esperamos capturá-las no jogo. Se o local não está informando que estamos fazendo, nós não o usamos corretamente".
Por fim, Houser também comentou que o mundo será expandido tendo em mente as viagens de avião e para que o mundo seja mais tenso e envolvente.

Assim como Red Dead Redemption ele será de lançamento para PS3 e X-BOX 360.
A Rock Star não confirmou a possiblidade do lançamento para o jogo para computadores.

Ver perfil do usuário

4 Re: Grand Theft Auto 5 em Dom Jun 16 2013, 19:29

Atualizando informações


O jogo terá legendas em Português de acordo com a Rockstar. Isso é sensato pois a produtora possui um canal chamado Rockstar Games Brasil com vários vídeos do jogo legendados em Português. E Max Payne 3 também possuiu legendas.

Também foi confirmado a compra de propriedades na qual poderemos até mesmo comprar imóveis e termos uma fonte de renda fixa.

Grand Theft Auto V" replica e revigora a consagrada fórmula de sucesso da franquia, mas não se isenta de apresentar conceitos novos, empolgantes e um bocado arriscados, que ousam mexer nos fundamentos da série, aliados a elementos refinados de outros sucessos da produtora. Previsto para o dia 17 de setembro, o game terá versões para PlayStation 3 e Xbox 360.



A grande atração de "Grand Theft Auto V" é seu trio de protagonistas. Franklin, Michael e Trevor também levantam as principais dúvidas sobre o game: será que esse lance de três personagens principais vai dar certo?
Pelo que pudemos ver, o sistema é prático e divertido. De fato, tão funcional que não seria estranho vermos jogos de mundo aberto adotando múltiplos protagonistas depois de "GTA V".
A qualquer momento é possível alternar entre um e outro. A mudança é rápida, sem telas demoradas de loading, apenas uma breve animação que mostra o mapa se afastando do personagem atual e depois aproximando do próximo escolhido.
O esquema possibilita navegar mais rapidamente pela gigantesca cidade de Los Santos e seus arredores, pulando de um cara para o outro. Como já dito anteriormente pela Rockstar, "GTA V" é maior do que "Red Dead Redemption", "GTA IV" e "San Andreas" juntos - e apresenta cerca de cinco vezes mais áreas jogáveis do que "Red Dead" se levarmos em conta o fundo do mar, uma das novidades deste episódio.
Além disso, o sistema abre possibilidades tentadoras na história, permitindo acompanhar situações e missões por múltiplos ângulos e não apenas pelos olhos de um único protagonista, como antigamente. A ideia reflete muito do estilo que vemos hoje em dia em seriados de TV, que mostram vários personagens e suas histórias bem de perto.


"GTA V" preserva missões mais ao estilo tradicional da série, mas introduz os Golpes (Heists, no original em inglês) um novo estilo de assalto mais complexo e arrojado. Antes de executar o ataque em si, o trio de bandidos deve fazer alguns preparativos, como arranjar um veículo de fuga ou contratar atiradores de aluguel para ajudar na cobertura.
A missão que vimos, por exemplo, exigia comprar disfarces (como macacões e máscaras de bicho à la "Hotline Miami"), roubar um caminhão de lixo e um reboque para armar uma emboscada a um carro-forte e também descolar um carro esportivo para utilizar na fuga.
Um detalhe bacana é que estes golpes não possuem uma única maneira de serem feitos. Uma opção é se armar até os dentes e sair atirando em tudo e todos, abrindo o caminho para o dinheiro na base da bala. Outra é ser mais meticuloso e sorrateiro, agindo nas sombras sem ser detectado.
O estilo é ditado com base nas decisões tomadas nas pequenas missões preparatórias que antecedem o golpe.


Por mais que a história de "Red Dead Redemption" aconteça principalmente em desertos e cenários áridos, para muitos jogadores a impressão que ficou é de um mundo mais vivo do que em "GTA IV", por exemplo.
A Rockstar faz questão de enfatizar o quanto aprendeu com a jornada de John Marston aplicando os conhecimentos adquiridos na Los Santos de "GTA V", um lugar muito mais vistoso e variado do que o mundo de "Red Dead", diga-se de passagem.
Das praias às montanhas, das calçadas banhadas pela luz de neon dos letreiros de hotel até as casinhas dos subúrbios mais humildes, tudo parece vibrar com algo novo e inesperado para ser encontrado.
Pedestres reagem à sua presença, posando para que você tire fotos dela com seu telefone celular (aliás, uma novidade de "GTA V") e também pedindo ajuda em missões que você pode embarcar ou simplesmente ignorar. Tudo rodando direto do jogo, sem uma cena de corte para carregar a missão ou algo do tipo.
As florestas ao redor da cidade apresentam vida selvagem, assim como o fundo do mar, com temíveis tubarões. Isso sem contar que há uma grande variedade de estabelecimentos para visitar e personalizar seus personagens, com roupas, cortes de cabelo e até tatuagens - mas nada de ficar gordão ou musculoso, como rolava em "San Andreas".


Como se fosse um RPG (ou o ambicioso "San Andreas"), o trio de protagonistas de "GTA V" pode evoluir suas habilidades. Atire muito com Michael e ele torna-se cada vez mais um perito com armas, use Franklin para dirigir e sua desenvoltura com o volante aumenta e assim por diante.
Mais do que isso, porém, cada um conta com habilidades únicas e especiais.
Franklin pode deixar o tempo em câmera lenta quando está dirigindo, tornando mais fácil fazer curvas complicadas e desviar de outros veículos.
Michael possui habilidade similar, mas ao usar armas de fogo: como faz o 'primo' Max Payne, o bandido consegue ter mais tempo para mirar e atirar nos adversários.
Trevor, por sua vez, entra em uma espécie de modo 'berserk', já que fica mais resistente e causa mais dano nos inimigos ao usar golpes físicos.


"GTA V" constrói em cima de ideias apresentadas em "Vice City" apresentando a ideias de negócios para investir. Cada personagem tem acesso a uma série de oportunidades comerciais diferentes, que concedem uma renda periódica e também algumas vantagens.
Por exemplo, é possível adquirir uma empresa de táxi e assim obter acesso a viagens gratuitas em uma certa região do game - além, claro, de um dinheirinho extra pingando de vez em quando.

Ver perfil do usuário

5 Re: Grand Theft Auto 5 em Dom Jun 16 2013, 19:43

A seguir temos o texto  de um jornalista que viu uma demo do jogo em Nova York na Rockstar games
Claudio Prandoni
Do UOL, em Nova York*




Eram 10h30 de uma quinta-feira fria em Nova York, mas o vento gelado não era problema já que em menos de uma hora eu estaria vendo com exclusividade uma generosa demonstração de um dos jogos mais quentes da temporada: "Grand Theft Auto V".

Após uns quinze minutos de caminhada, com pausa estratégica para comprar um café, cheguei ao escritório da Rockstar, na parte sul da cidade, acompanhado de uma das assessoras da empresa. Fliperamas personalizados com quase todos os jogos da produtora se enfileiram na recepção, convidando o visitante a jogar umas partidinhas de "Bully", "GTA: Vice City", "Manhunt" e outros tantos títulos da casa - pena que não foi possível tirar fotos para mostrar a tentação.

Passam mais cinco minutos e logo sou levado a uma sala de conferência com uma enorme TV (creio que eram 60 polegadas de tela). Um convidativo "Press X to play" aparece na tela, mas não sou eu que aperto o botão e sim um dos três assessores da Rockstar que vão me guiar na minha primeira visita à Los Santos em alta definição de "GTA V".
O cartão de visitas é dos mais impressionantes: Franklin, um dos três protagonistas, prepara-se para pular de um avião e planar de paraglide. A vista é estonteante: de um lado é possível ver a cidade de Los Santos, com seus prédios e bairros de subúrbio, com enormes casas. De outro as praias do lugar, com as ondas quebrando.
Girando mais a câmera aparecem montanhas, florestas e animais andando pelo mato. Raios de sol passam pelas fendas dos montes, brilhando no rio que passa por baixo, fluindo de forma incrivelmente realista. "Está rodando direto de um PlayStation 3 mesmo?", pergunto, e um dos assessores responde que sim.

Boas vindas a Los Santos
Franklin plana vagarosamente entre as montanhas, aterrissando de forma abrupta numa estrada de terra. Ao lado do rio, um par de pescadores de final de semana testa a sorte, peixes pulam pela forte correnteza e alguns exploradores passam e cumprimentam o rapaz. De cara, parece ser um mundo bem vivo, mas este é só o início do passeio.
Logo em seguida sou apresentado ao sistema de troca de personagens em tempo real: ao toque de alguns botões a câmera se afasta de Franklin, proporcionando uma vista ampla do mapa, e volta a se aproximar agora de Trevor, o membro mais cômico do trio.

Não é à toa: encontramos o cara de cuecas deitado na praia, com garrafas quebradas e dois membros de uma gangue de Los Santos caídos no chão. Ainda cambaleando, Trevor levanta, caminha um pouco e embarca em um bote. Impossível não se impressionar com as ondas, que batem e carregam o bote com realismo, como se este fosse um jogo de corridas de jet ski.
Alguns veículos marinhos possuem equipamentos de mergulho, explicam os assessores. Felizmente é o caso deste bote e logo Trevor está alguns metros abaixo do mar. Alguns tesouros únicos podem ser encontrados aqui, explicam meus guias, mas só encontramos algas e... tubarões. Logo os bichos começam a circular ao redor de Trevor. Ele volta para a superfície, mas as icônicas barbatanas aparecem, sinalizando que ainda há perigo. Não importa, vamos deixar ele aí e conhecer o último cara do bando, o experiente Michael.

Encontramos ele saindo de um hotel luxuoso pelos arredores de Vinewood Blvd., uma das ruas mais movimentadas e glamourosas de Los Santos - que nada mais é do que uma recriação da Calçada da Fama de Los Angeles.
Já é noite e placas com luzes de neon brilham pela cidade, reluzindo nas ruas e calçadas. Michael se aproxima do que seria o Chinese Theatre em LA, onde acontecem diversas festas de lançamento de filmes de Hollywood, e se depara com um cara fantasiado de Republican Space Ranger, personagem de um desenho animado presente em "GTA IV". Ele saca seu celular, que agora vem equipado com uma câmera fotográfica e aponta para o cara de armadura, que se apronta e faz uma pose para o clique (as fotos podem ser publicadas no Rockstar Social Club, o serviço online da Rockstar, ou em outras redes sociais).

Andando um pouco mais pela rua Michael se depara com uma moça pedindo ajuda. Ela diz ser uma celebridade e que alguns paparazzi estão de tocaia ao lado de seu carro. Michael não reconhece a guria, mas aceita ajudar e ir buscar o carro.
Tal como acontece muito em "Red Dead Redemption", trata-se de uma missão que pipoca de forma aleatória no mapa e que você aceita ou não pelas suas ações, sem necessidade de ir até um checkpoint ou encarar uma tela de loading,
Ele assume o volante do bólido e pega a moça, que se aproveita de sua nobreza e pede para que ele a leve para casa. Contrariado, Michael aceita, mas tem de lidar com os fotógrafos, que partem para cima com tudo a bordo de uma motocicleta. Talvez seja influência da divertida série "Midnight Club", mas o controle dos veículos pareceu mais rápido e preciso - nada daquele incômodo estilo 'flutuante' de "GTA IV".
Claro, neste aspecto há uma boa diferença entre ver o jogo em ação e de fato jogá-lo, mas a primeira impressão que ficou sobre direção no game foi positiva.
As investidas são ferozes, mas o motorista é habilidoso e logo se livra dos incovenientes paparazzi. Michael chega na mansão de subúrbio em que a tal celebridade mora e sai do carro. Ela ainda oferecerá outras missões no jogo, explicam os assessores.

Três homens e alguns segredos
Agora que fui apresentado aos três personagens principais, verei uma missão completa. Mais especificamente trata-se de um 'heist', um golpe, um grande assalto. Mais do que isso, é um tipo de missão que pontua de forma importante "GTA V". Há várias delas e você pode realizar na ordem que quiser e da maneira que preferir. De maneira geral, os golpes lembram as situações vistas nos filmes da série "Onze Homens e um Segredo".
Aqui o trio deve roubar um carro-forte. Fantasiados com máscaras de animais, bem ao estilo "Hotline Miami", cada um assume uma função: um deles pilotará um caminhão de lixo que fechará o caminho do carro a ser roubado, outro pilota um reboque que vai trombar com tudo no carro-forte enquanto um terceiro dá cobertura do alto de um pequeno prédio. Para a fuga, vão usar um carro esportivo devidamente escondido pelas redondezas.

Tudo isto é armado pelo jogador em pequenas missões que acontecem antes do grande golpe e é justamente nestas etapas em que se define que tipo de abordagem usar, seja atacando tudo e todos, sendo sorrateiro ou algo diferente.
Inclusive, comentam os assessores da Rockstar, será possível contratar atiradores, motoristas e outros profissionais para ajudar nas tarefas mais complexas - mas aí são mais pessoas para dividir a grana roubada.
De volta à missão, o ataque ao carro-forte sai como planejado, mas em seguida o trio deve lidar com a chegada de polícia, que aparece com diversas viaturas e até helicópteros.
Com Michael e Franklin no solo deu para ver que agora é mais ágil andar e atirar ao mesmo tempo, enquanto o sistema de cobertura também foi refinado. Além disso, a presença de Trevor num ponto mais alto do mapa mostrou o lado estratégico do sistema de três protagonistas, já que jogar com ele permitia alvejar alguns inimigos com um rifle de franco-atirador e derrubar helicópteros com um singelo lançador de foguetes.
Assim como no comando dos carros, o controle de armas pareceu mais afinado, com alguns detalhes visuais sutis, mas úteis, como a mira ficando vermelha ao ficar sobre um inimigo e um rápido X aparecendo para sinaliar que ele morreu.
Ao fim da sessão de troca de balas, o trio vai até o esconderijo do carro esportivo, queima o reboque usado na emboscada e foge para o fim da missão e, infelizmente, o fim também da minha demonstração.

Por mais meia hora ainda fiquei tirando dúvidas e ouvindo sobre algumas novidades de "GTA V" direto dos assessores de imprensa da Rockstar. Por exemplo, veículos e armas poderão ser personalizados, tanto no visual quanto no desempenho.
O jogador poderá alterar também o visual de Franklin, Michael e Trevor com novos cortes de cabelo, roupas e até tatuagens. Ainda falando sobre o trio, eles possuem atributos que evoluem conforme o uso. Atire bastante e sua habilidade com armas aumenta, valendo o mesmo para dirigir carros e outras 'skills'.
Por fim, cada um ainda conta com uma habilidade especial única: Franklin pode criar um efeito de câmera lenta quando está na direção de um veículo, Michael faz o mesmo quando está atirando com armas (bem ao estilo do 'primo' Max Payne) e Trevor entra em fúria e fica mais resistente e causa mais dano com golpes físicos.
Para completar, a Rockstar promete ter mais utilidade para o dinheiro mesmo ao chegar em partes avançadas do game e estar com milhares de dólares virtuais. "GTA V" oferecerá diversos negócios para investir, que rendem vantagens e uma renda fixa. Um ponto bacana é que cada personagem terá opções diferentes de empreendimentos para assumir, dando motivo o bastante para explorar a gigantesca Los Santos pelo menos três vezes - uma ˆcom cada figura.

O campeão a ser batido?
Foi apenas uma demonstração de meia hora, mas já deu para ver que "GTA V" chega com tudo para ser um dos melhores jogos do ano. A essência da série continua intacta e as novidades apresentadas empolgam muito. Em especial, o sistema de três protagonistas abre oportunidades bacanas na história, enquanto os grandes golpes dão chance para missões épicas e complexas.
Mesmo em uma temporada que já tem "Tomb Raider" e "BioShock Infinite" e ainda verá pesos pesados como "Watch Dogs" e "Battlefield 4" - sem contar a chegada dos consoles de próxima geração -, a Rockstar prova que não brinca em serviço e que todo o hype e expectativa em cima de sua principal série não é à toa.
Resta agora segurar a expectativa e aguardar pelo dia 17 de setembro, quando o game chega em versões para PlayStation 3 e Xbox 360.

Ver perfil do usuário

6 Re: Grand Theft Auto 5 em Dom Jun 16 2013, 19:45

E não é só isso o jogo terá edição de colecionador até mesmo no Brasil.

Ver perfil do usuário

7 Re: Grand Theft Auto 5 em Seg Jun 17 2013, 22:13

mto fooda *oooooooo*

posso jogar esse, mas nunca vai superar o bom e velho San Andreas !! *-*

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum